Seguidores

..

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Atitude é tudo...


Joel era o tipo do cara que você gostaria de conhecer. Ele estava sempre de bom humor e sempre tinha algo de positivo para dizer. Se alguém lhe perguntasse como ele estava, a resposta seria logo: - Se melhorar, estraga. Ele era um gerente especial, em um restaurante, pois seus garçons o seguiam de restaurante em restaurante apenas pelas suas atitudes. Ele era um motivador nato. Se um colaborador estava tendo um dia ruim, Joel estava sempre dizendo como ver o lado positivo da situação. Fiquei tão curioso com seu estilo de vida que um dia lhe perguntei: - Você não pode ser uma pessoa tão positiva todo o tempo. Como você faz isso? Ele me respondeu: - A cada manhã, ao acordar, digo para mim mesmo: Joel, você tem duas escolhas hoje. Pode ficar de bom humor ou de mau humor. Eu escolho ficar de bom humor. Cada vez que algo de ruim acontece, posso escolher bancar a vítima ou aprender alguma coisa com o ocorrido. Eu escolho aprender algo. Toda vez que alguém reclamar, posso escolher aceitar a reclamação ou mostrar o lado positivo da vida. - Certo, mas não é fácil - argumentei. - É fácil sim, disse-me Joel. A vida é feita de escolhas. Quando você examina a fundo, toda situação sempre oferece escolha. Você escolhe como reagir às situações. Você escolhe como as pessoas afetarão o seu humor. É sua a escolha de como viver a sua vida. Eu pensei sobre o que Joel disse e sempre lembrava dele quando fazia uma escolha. Anos mais tarde, soube que Joel cometera um erro, deixando a porta de serviço aberta pela manhã. Foi rendido por assaltantes. Dominado, enquanto tentava abrir o cofre, sua mão, tremendo pelo nervosismo, desfez a combinação do segredo. Os ladrões entraram em pânico e atiraram nele. Por sorte ele foi encontrado a tempo de ser socorrido e levado para um hospital. Depois de 18 horas de cirurgia e semanas de tratamento intensivo, teve alta ainda com fragmentos de balas alojadas em seu corpo. Encontrei Joel mais ou menos por acaso. Quando lhe perguntei como estava, respondeu: - Se melhorar estraga. Contou-me o que havia acontecido perguntando: - Quer ver minhas cicatrizes? Recusei ver seus antigos ferimentos mas perguntei-lhe o que havia passado em sua mente na ocasião do assalto. - A primeira coisa que pensei foi que deveria ter trancado a porta de trás, respondeu. Então, deitado no chão, ensangüentado, lembrei que tinha duas escolhas: poderia viver ou morrer. Escolhi viver. - Você não estava com medo? perguntei. - Os para-médicos foram ótimos. Eles me diziam que tudo ia dar certo e que eu ia ficar bom. Mas quando entrei na sala de emergência e vi a expressão dos médicos e enfermeiras, fiquei apavorado. Em seus lábios eu lia: "esse ai já era". Decidi então que tinha que fazer algo. - O que fez?, perguntei. - Bem, havia uma enfermeira que fazia muitas perguntas. Me perguntou se eu era alérgico a alguma coisa. Eu respondi: "sim". Todos pararam para ouvir a minha resposta. Tomei fôlego e gritei: "Sou alérgico a balas!" Entre as risadas, lhes disse: "Eu estou escolhendo viver, operem-me como um ser vivo, não como morto." Joel sobreviveu graças à persistência dos médicos, mas também graças à sua atitude. Aprendi que todo dia temos a opção de viver plenamente. Afinal de contas, "ATITUDE É TUDO". E você, como escolhe viver sua vida??? (autor desconhecido)

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Para que Servem as Palavras?


Um monge aproximou-se de seu mestre, que se encontrava em meditação no pátio do templo à luz da lua, com uma grande dúvida: - Mestre, aprendi que confiar nas palavras é ilusório; e diante das palavras, o verdadeiro sentido surge através do silêncio. Mas vejo que os sutras e as recitações são feitas de palavras; que o ensinamento é transmitido pela voz. Se o Dharma está além dos termos, porque os termos são usados para defini-lo? O velho sábio respondeu: - As palavras são como um dedo apontando para a Lua; cuida de saber olhar para a Lua, não se preocupe com o dedo que a aponta. O monge replicou: - Mas eu não poderia olhar a Lua, sem precisar que algum dedo alheio a indique? - Poderia - confirmou o mestre - e assim tu o farás, pois ninguém mais pode olhar a lua por ti. As palavras são como bolhas de sabão: frágeis e inconsistentes, desaparecem quando em contato prolongado com o ar. A Lua está e sempre esteve à vista. O Dharma é eterno e completamente revelado. As palavras não podem revelar o que já está revelado desde o Primeiro Princípio. - Então - o monge perguntou - por que os homens precisam que lhes seja revelado o que já é de seu conhecimento? - Porque - completou o sábio - da mesma forma que ver a Lua todas as noites faz com que os homens se esqueçam dela pelo simples costume de aceitar sua existência como fato consumado, assim também os homens não confiam na Verdade já revelada pelo simples fato dela se manifestar em todas as coisas, sem distinção. Desta forma, as palavras são um subterfúgio, um adorno para embelezar e atrair nossa atenção. E como qualquer adorno, pode ser valorizado mais do que é necessário. O mestre ficou em silêncio durante muito tempo. Então, de súbito, simplesmente apontou para a lua.

sábado, 27 de outubro de 2012

ATITUDES POSITIVAS


São as suas atitudes e não as suas habilidades que determinam a sua altitude. · Você se torna bem sucedido ao ajudar outras pessoas a serem bem-sucedidas. · Oportunidades nunca são perdidas: elas simplesmente são achadas por outras pessoas. · Ter idéias é uma coisa, porém aquilo que você faz com as suas idéias é uma coisa totalmente diferente. · Busque a paz interior. · Perdão substitui a amargura. · Camadas de ressentimento sepultam a alegria. · Não se renda à auto-piedade. · Substitua negativos com positivos. · Deixe que a verdade tome o seu lugar. · Faça de uma maneira eficiente aquilo que tem que ser feito. · Oração permite você falar com Deus. Meditação permite que Deus fale com você. · A sua mente trabalha muito melhor quando está aberta. · Alvos sem uma data limite são apenas boas intenções. · Enfrente os seus problemas e lide com eles. · Sempre busque o melhor. · Não continue a fazer as coisas da mesma maneira se você não está gostando dos resultados que tem obtido. · Reconheça os seus erros. · Aceitar o fato de que você perdeu é um sinal seguro de um grande vencedor. · Ataque o problema e não a pessoa. · Novas experiências criam novas realidades. · Não permita que os seus amigos se tornem seus inimigos. · Aquilo que funciona para uma pessoa pode não funcionar para você. · Torne-se 100% comprometido a adquirir aquilo que você deseja. · Você é a única pessoa que pode lhe parar permanentemente. · Não crie desculpas para não fazer ou não ter. · Não se prepare para a velhice cedo demais. · Você não pode resolver os seus problemas simplesmente fugindo deles. · Fumar com moderação é impossível. · Não exagere, isso lhe enfraquece. · Glória compartilhada cria unidade. · Não assumir riscos é um risco. · Tempos difíceis criam sofrimento. Sofrimento criam mudanças. · Benção é acordar mais uma vez. · Seja você mesmo. · Encontre tempo para fazer aquilo que você gosta. · Nunca pare de educar a si mesmo. · Trate as pessoas da maneira que você gostaria de ser tratado. · Esteja aberto a renunciar o seu passado. · Não seja cruel com ninguém. · Mude para melhor. · Cresça continuamente. · Ame com paixão. · Seja pontual. · Planeje antecipadamente. · Creia nos seus sonhos. · Dê tempo ao seu cônjuge. · Liberte-se de relacionamentos abusivos. · Compartilhe os seus pensamentos. · É tempo de curar-se interiormente. · Paciência. Seja sempre paciente. Nunca desista. · As pessoas que não podem encarar a realidade se voltam para a mentira. · Seja profissional. · Assuma responsabilidade pelos seus erros. · Coloque crescimento espiritual no topo da sua lista de prioridades. · Liderança é a sua influência sobre a vida de outras pessoas. · Jamais peça nada em retorno ao dar presentes. · Vá muito além do seu dever. · Lembre-se que todas as pessoas tem um passado. · Fale menos de si mesmo. · Ouça música que lhe motive. · Evite palavrões e xingamentos. · Pense positivamente. · Você pode conseguir, se você tentar. · Mantenha o seu cérebro ativo, motivado e alerta. · Não fira deliberadamente as outras pessoas. · Mude de dentro para fora. · Separe um tempo diariamente para agradecer a Deus · Seja um edificador. · Não culpe os outros. · Não torça a verdade. · O amor não tem substituto. · Seja prático. Pense praticamente. · Seja você mesmo. Dura muito mais. · Nunca pare de explorar novas maneiras e novos métodos de se aprimorar. · Não ponha as pessoas para baixo. · Comporte-se profissionalmente. · Esteja aberto à crítica. Você poderá identificar os problemas muito melhor. · Não abuse do álcool. · Seja responsável. · Seja confiável. · Mantenha-se motivado. · Não confie na sua memória. Tome notas. · Faça mais do que lhe é esperado. · Dê mais do que receba.

O Fantasma da doença.


Rejeito o fantasma da doença. Recuso-me frontalmente a aceitar em meu corpo, em meu espírito, em minha mente, a ideia da doença, da enfermidade> Entendo que a doença é, antes de tudo, uma falha do no sistema da defesa do organismo.As vezes devido uns aborrecimentos que outras pessoas, nos aborreça, e as vezes nos pega de surpresa. Mas não permitirei qualquer falha no meu sistema de defesa. Manterei a enfermidade fora, vou respirar a saúde e a vida a cada minuto, vou envolver-me com o lado luminoso da saúde. Estabelecerei relações saudáveis, com pessoas saudáveis. Evitarei todos os hábitos , toda substância que possa prejudicar meu de saúde. Harmonizo-me com tudo o que vive e estabeleço assim o equilíbrio necessário para manter a minha saúde. Estarei sempre envolvida pela luz dourada do sol da vida. Não darei nenhuma chance à enfermidade. A cada instante, a cada minuto, vou reafirmar o meu compromisso com a saúde física, mental e espiritual. de Ruth para "Vidas e Sonhos".

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

QUEM ESTÁ LIGANDO?


"Poderia alguém que partiu para o além utilizar uma tecnologia terrena, como um telefone, para tentar avisar uma pessoa querida de que já não pertence mais à esse mundo?" De acordo com o relato à seguir, esse fenômeno pode sim acontecer! ================================================================================= Em 1985, eu estava com 11 anos de idade, e quando perdi o meu avô, que era muito querido por mim. Nada incomum você pode pensar, mas os eventos rodeando o que aconteceu ão um pouco estranhos para mim. Tendo que ir para a escola no dia seguinte, eu tinha ido para a cama, como sempre. Lá pelas 2:00' da madrugada eu acordei e fiquei em pé na entrada do meu quarto. Dois minutos depois o telefone começou a tocar e a minha mãe correu pelo corredor para atender, me dizendo para voltar para a cama. Eu fiquei lá mais algum tempo só para ter certeza de que estava tudo bem com a minha mãe e voltei para a minha cama. Na manhã seguinte, a minha mãe me contou que o meu avô tinha morrido na noite anterior. Mas só alguns anos depois, quando outra coisa aconteceu, que a minha mãe me falou que eu acordei exatamente na hora em que o meu avô tinha morrido. Eu só descobri isso porque o mesmo aconteceu quando o meu outro avô (Pai do meu Pai) morreu em 1997. Eu estava estudando enfermagem e estava fazendo estágio em um hospital aqui de São Paulo. A única pessoa que sabia que eu estava lá, era a minha família, mas lá pelas 10:00' uma das enfermeiras me falou que tinha uma ligação para mim. Eu achei estranho, pois eu tinha sido transferida, pelo dia todo, para uma outra ala do hospital e ninguém sabia disso. De qualquer maneira eu atendi o telefone e não tinha ninguém na linha, apenas silêncio. Quando eu cheguei em casa, a minha mãe me falou que o Pai do meu Pai tinha morrido as 10:00' daquela manhã. Essas foram as duas únicas vezes que isso aconteceu comigo, mas foi quando eu perdi meus dois avós. Eu não sei se acontecerá de novo, só o tempo dirá. Só sei que fico meio apreenssiva quando o telefone toca, principalmente onde ninguém sabe onde estou. ================================================================================= Existem outros relatos demonstrando esse tipo de acontecimento: www.alemdaimaginacao.com

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

A MULHER DO ESPELHO


"Segundo inúmeros relatos de pessoas pelo mundo e também de místicos, existem muitos mistérios no interior dos espelhos, podendo ser até portais para outro mundo. Portanto, cuidado ao olhar para um espelho, principalmente à noite e em lugares solitários. Você nunca poderá saber o que irá ver, ou o que poderá acontecer! O relato à seguir mostra um tipo de estranho acontecimento com um espelho! ================================================================================= Eu moro em Ilhéus, Bahia. Eu moro aqui já faz cinco anos, na mesma casa e no mesmo quarto (apesar de já ter tentado trocar de quarto com a minha irmã). Eu sei que muitas pessoas não vão acreditar no que eu tenho para contar, mas mesmo assim eu vou contar. O meu quarto é normal, tem um gaveteiro com um espelho em cima, uma cama, uma estante de livros e roupas espalhadas por todo lado. O espelho (que foi comprado na mesma época que a casa foi comprada) fica de frente para a estante de livros e do lado da minha cama. Sempre que eu chegava da escola (eu era sempre a primeira a chegar em casa) eu jogava todo o meu material no quarto, ia preparar algum lanche para comer e ia ver TV. Um dia, como sempre, eu cheguei em casa, joguei os livros na minha cama e quando eu olhei no espelho (eu juro pelos meus parentes mortos e pelos que ainda pelos que não estão muito bem) eu vi algo atrás de mim. Quando eu falo "algo", eu quero dizer alguém. Eu me lembro de ter ficado bem assustada e ter virado para ver quem era e (feito na maioria das histórias) não tinha ninguém lá. Quando a minha irmã chegou em casa eu contei para ela sobre o que eu tinha visto e ela falou algo do tipo "Eu sabia que você ia pirar de vez algum dia". Eu tentei esquecer aquilo tudo e segui a vida fingindo que nada tinha acontecido. Eu já tinha esquecido de tudo no dia seguinte quando eu cheguei em casa. Mas quando eu entrei no quarto estava com aquela sensação de que tinha alguém me olhando e quando eu olhei no espelho, lá estava de novo. Depois de dar uma olhada rápida eu soltei um grito e virei, mas não tinha ninguém lá de novo. Mas pelo tempo que eu olhei, deu para perceber que era uma mulher, e só aparecia no espelho. Eu ainda não sei quantos anos ela tem ou de que época ela é ou nada assim. Tudo o que eu sei é que de vez em quando, quando eu estou no meu quarto, eu vejo uma mulher na frente da prateleira de livros, que só aparece no espelho. Eu tentei muitas vezes mostrar para a minha irmã, mas ela nunca aparece quando a minha irmã está lá. Agora a minha família sempre faz piada comigo falando que eu vejo fantasmas e gente morta. Eu já estou acostumada com ela agora, sempre me observando do espelho, sempre sem falar nada e quase não se mexendo. Eu não sei o que está acontecendo e eu gostaria muito que alguém me esclarecesse ou me desse uma idéia do que pode ser isso tudo. Muito obrigada por ler a minha história. ================================================================================= Existem outros relatos demonstrando esse tipo de acontecimento: •Os Mistérios dos Espelhos! •Espelhos! •Rosto me Observando no Espelho! ================================================================================= www.alemdaimaginacao.com Joanna - Ilhéus - BA - Brasil

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

LOJA ASSOMBRADA.


"Poderia permanecer em um local de trabalho, alguém que esteve no local à muitos anos e já partiu para o além? Caso sim, qual seria o objetivo?" O relato a seguir descreve esse tipo de acontecimento! ================================================================================= Eu nunca tinha tido nenhuma experiência sobrenatural antes desse acontecimento. Era o meu primeiro emprego e eu estava trabalhando em uma loja de roupas aqui em Curitiba. Sempre fica alguém na loja até mais tarde para arrumar algumas roupas que ficaram bagunçadas durante o dia, fechar o caixa e arrumar o estoque de vez em quando. Como ninguém gostava de ficar trabalhando até tarde, nós sempre nos revezávamos para ficar depois do horário e quais tarefas seriam feitas. Em um certo dia que o estoque estava um pouco bagunçado, eu fui a escolhida para dar um arrumada nele. Nesse dia ficaram mais uma menina e a gerente da loja. A outra menina estava dando uma geral nos cabideiros e a gerente estava fechando o caixa, enquanto eu fui lá no estoque dar uma arrumada nele. A gerente da loja, depois de fechar o caixa e dar uma arrumadinha no escritório dela foi embora, falando que era para nós fecharmos a loja direitinho (ela confiava na gente). Cinco minutos depois que a gerente foi embora a outra menina entrou no estoque, me deu a chave e falou que já estava indo e que era para eu fechar a loja. Eu falei que estava tudo bem e perguntei se ela já tinha terminado. Ela flou que já e se mandou. Então eu fiquei lá no estoque por pelo menos mais uns 40 minutos até terminar tudo. Quando eu saí eu vi que a outra menina não tinha feito nem metade do serviço dela, e então resolvi dar uma arrumada no que tinha sobrado, coisa que não levaria nem 15 minutos. Eu estava arrumando uns cabideiros no meio da loja, e notei que a porta de uns dos provadores estava fechada. Deixa eu fazer uma pausa aqui para dar uma descrição visual da loja. Se alguém ficar parado exatamente no meio da loja, você pode ver todos os provadores simplesmente olhando de um lado para o outro. Bem, então eu fui na direção da porta do provador que estava fechado e a empurrei para abri-la. Só que ela não abriu e eu pensei que algum cliente tivesse ficado na loja. Mas então eu me toquei que a loja já estava fechada a mais de uma hora, e então eu imaginei o pior, e como eu estava sozinha na loja eu pensei rápido e falei "olha, se você está aqui para me roubar, eu te dou todo o dinheiro que está no cofre e só chamo a polícia depois de 10 minutos que você for embora, só não me machuca". Tudo permaneceu quieto lá dentro. Então eu empurrei a porta de novo e ela foi abrindo bem devagar. O provador estava vazio. Não tinha ninguém lá dentro. Aliviada eu deixei a porta aberta (como todas as outras), me virei e fui andando, e então eu ouvi a porta fechando de novo. Pensando que a porta devia estar meio torta, e por causa disso estava fechando sozinha, eu abri ela novamente e coloquei uma cadeira encostada nela, para segurar a porta aberta, e então voltei para o meu trabalho. Cerca de 10 minutos depois, eu tinha acabado o serviço e fui até o estoque apagar todas as luzes da loja, deixando ela toda escura e só com a luz de fora do corredor iluminando lá dentro. Quando eu estava na metade do caminho, eu notei que não só a porta que eu tinha colocado a cadeira estava fechada, mas todas as outras portas da loja também estavam fechadas, incluindo a porta do estoque, que eu tinha acabado de passar e deixado aberta. Nesse momento eu saí correndo da loja, e depois desse dia eu nunca mais quis ficar sozinha lá dentro, e nunca mais quis ser a última a sair da loja, tendo que apagar a luz. www.alemdaimaginacao.com Tassiana - Curitiba - PR - Brasil

PARADOXOS.


O paradoxo de nosso tempo na história é que temos edifícios cada vez mais altos, porém a tolerância cada vez mais baixa; Estradas mais largas, porém, pontos de vista mais estreitos; Gastamos mais, porém temos menos; Compramos mais, porém desfrutamos menos; Temos casas maiores e famílias menores; Mais comodidades, porém menos tempo; Temos mais títulos, porém menos sentido; Mais conhecimento, porém menos juízo; Mais "experts", porém mais problemas; Mais medicina, porém menos bem estar; Temos multiplicado nossas posses, porém reduzido nossos valores. Falamos muito, amamos muito pouco e odiamos demais. Temos aprendido a ganhar a vida, porém não ganhar para a vida; Temos agregado anos à vida, não vida aos anos. Temos ido à lua e regressado, porém temos problemas para cruzar a rua e encontrarmos com nosso novo vizinho. Temos conquistado o espaço exterior, porém não o espaço interior. Temos limpado o ar, porém contaminado a alma, Temos desintegrado o átomo, porém não nosso preconceito. Temos aumentado em quantidade, porém diminuído em qualidade. Estes são tempos de homens altos, de caráter curto, De ganhos enormes e relações escassas. Estes são tempos de paz mundial, porém de guerra doméstica, Mais ócio, porém menos diversão, Mais tipos de comida, porém menos nutrição Estes sao os dias de dois ingressos, porém maior divórcio, de casas mais luxuosas, porém lares mais quebrados. É um tempo em que há muito na vitrine e nada no depósito; Um tempo em que a tecnologia através do computador pode fazer chegar essa mensagem até você, E um tempo em que pode escolher mudar ou simplesmente... Apertar a tecla deletar. Autor Desconhecido

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Céu e Inferno.


Um samurai corajoso e de temperamento violento foi a um mosteiro à procura de algumas respostas para suas inquietações. Lá foi recebido por um monge jovem e franzino. Olhando o frágil corpo vestido com uma roupa cor ocre, o Samurai disse, prepotente: - Quero saber sobre o céu e o inferno. O monge olhou para o guerreiro e respondeu com enorme desprezo: - Ensinar-lhe sobre o céu e o inferno? Como poderia ensinar alguma coisa? Olhe para você mesmo: imundo, malcheiroso. Você envergonha os samurais. Saia daqui! Não suporto a sua presença! O samurai, atônito a princípio, foi tomado de fúria e tremia de ódio, com o rosto cor de púrpura e os lábios trêmulos. Tentava em vão balbuciar algumas palavras. Puxou a espada violentamente e preparou-se para cortar a cabeça do pequeno monge. - O Inferno é isso - disse o monge fixando-o nos olhos docemente. O samurai deteve a espada no ar assombrado. A dedicação ao serviço e a fraternidade compassiva do monge o levaram a arriscar a própria vida para que ele sentisse o inferno. O guerreiro sentiu o coração aquecido pelo sentimento de gratidão e companheirismo. Olhou para o monge, com a mente pacificada. - Isso é o céu - disse o monge, com serenidade.

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Conta a lenda que certa mulher pobre O Alpinista


Contam que um alpinista, desesperado por conquistar uma altíssima montanha, iniciou sua escalada depois de anos de preparação. Como queria a glória só para ele, resolveu subir sem companheiros. Durante a subida foi ficando tarde e mais tarde, e ele não havia se preparado para acampar, sendo que decidiu seguir subindo... e por fim ficou escuro. A noite era muito densa naquele ponto da montanha, e não se podia ver absolutamente nada. Tudo era negro, visibilidade zero, a lua e as estrelas estavam encobertas pelas nuvens. Ao subir por um caminho estreito, a apenas poucos metros do topo, escorregou e precipitou-se pelos ares, caindo a uma velocidade vertiginosa. O alpinista via apenas velozes manchas escuras passando por ele e sentia a terrível sensação de estar sendo sugado pela gravidade. Continuava caindo... E em seus angustiantes momentos, passaram por sua mente alguns episódios felizes e outros tristes de sua vida. Pensava na proximidade da morte, sem solução... De repente, sentiu um fortíssimo solavanco, causado pelo esticar da corda na qual estava amarrado e presa nas estacas cravadas na montanha. Nesse momento de silêncio e solidão, suspenso no ar, não havia nada que pudesse fazer e gritou com todas as suas forças: MEU DEUS, ME AJUDA !!! De repente, uma voz grave e profunda vinda dos céus lhe respondeu: - QUE QUERES QUE EU TE FAÇA?- - Salva-me, meu DEUS !!! - -REALMENTE CRÊS QUE EU POSSO SALVÁ-LO? - Com toda certeza Senhor !!! - -ENTÃO CORTA A CORDA NA QUAL ESTÁS AMARRADO...- Houve um momento de silêncio; então o homem agarrou-se ainda mais fortemente à corda.. Conta a equipe de resgate, que no outro dia encontraram o alpinista morto, congelado pelo frio, com as mãos agarradas fortemente à corda... A APENAS DOIS METROS DO SOLO... E você? Cortaria a corda ? Às vezes precisamos tomar decisões que testam nossa fé em Deus. E você? Que está tão agarrado às cordas? Te soltarias?

domingo, 21 de outubro de 2012

Talismã para nunca faltar dinheiro.


Para que o dinheiro não lhe seja escasso, acorde bem cedo e dirija-se a um lugar de onde possa assistir ao nascer do sol, levando uma moeda. Quando atro-rei estiver surgindo, segure a moeda de forma que o raios do sol possam bater diretamente na face dela. E, nesse momento, firme o pensamento, pedindo ao iluminador de nós todos que nunca venha a passar necessidades. E, feito isso, procure nunca gastar a moeda, guardando-a como talismã. Simpatia da Bruxinha Valentina, para " Vidas e Sonhos".

sábado, 20 de outubro de 2012

Conto de Carregando pedras...


Um fervoroso devoto estava atravessando uma fase muito penosa, com graves problemas de saúde em família e sérias dificuldades financeiras. Por isso orava diariamente pedindo ao Senhor que o livrasse de tamanhas atribulações. Um dia, enquanto fazia suas preces, um anjo lhe apareceu, trazendo-lhe uma mochila e a seguinte mensagem: - O Senhor se compadeceu da sua situação e manda lhe dizer que é para você colocar nesta mochila o máximo de pedras que conseguir e carregá-la com você, em suas costas, por um ano, sem tirá-la por um instante sequer. Manda também lhe dizer que, se você fizer isso, no final desse tempo, ao abrir a mochila, terá uma grande alegria e uma grande decepção. E desapareceu, deixando o homem bastante confuso e revoltado. "Como pode o Senhor brincar comigo dessa maneira? Eu oro sem cessar, pedindo a Sua ajuda, e Ele me manda carregar pedras?" Já não lhe bastam os tormentos e provações que estou vivendo?", pensava o devoto. Mas, ao contar para sua mulher a estranha ordem que recebera do Senhor, ela lhe disse que talvez fosse prudente seguir as determinações dos Céus, e concluiu dizendo: - Deus sempre sabe o que faz... O homem estava decidido a não fazer o que o Senhor lhe ordenara, mas, por via das dúvidas, resolveu cumpri-las em parte, após ouvir a recomendação da sua mulher. Assim, colocou duas pedras, pequenas, dentro da mochila e carregou-a nas costas por longos doze meses. Findo esse tempo, na manhã da data marcada, e mal se contendo de tanta curiosidade, abriu a mochila conforme as ordens do Senhor e descobriu que as duas pedras que carregara nas costas por um ano tinham se transformado em pepitas de ouro... Todos os episódios que vivemos na vida, inclusive os piores e mais duros de se suportar, são sempre extraordinárias e maravilhosas fontes de crescimento. Temendo a dor, a maioria se recusa a enfrentar desafios, a partir para novas direções, a sair do lugar comum, da mesmice de sempre. Temendo o peso e o cansaço, a maioria faz tudo para evitar situações novas, embaraçosas, que envolvam qualquer tipo de conflito. Mas aqueles que encaram pra valer as situações que a vida propõe, aqueles que resolvem "carregar as pedras", ao invés de evitá-las, negá-las ou esquivar-se delas, esses alcançam a plenitude do viver e transformam, com o tempo, o peso das pedras que transportaram em peso de sabedoria.

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Sejamos práticos e eficientes.


A praticidade no homem é de grande utilidade. Se ficarmos indecisos entre o sim e o não, estaremos jogando fora um tempo precioso. Raramente vemos pessoas indecisas bem -sucedidas. Às vezes é difícil tomar certas decisões , mas precisamos nos encher de coragem e ir em frente. Temos também como um grande inimigo o medo - um problema muito sério - que se instala no consciente do homem e inibe de tal forma que o deixa completamente perdido, acabando nos consultórios de desamparo, até encaminhar-se ao consultório de um psicólogo. A vida nos pregas peças e às vezes, sem nos consultar, joga com nossos anseios e sentimentos à revelia... Que fazer então? Primeiro, conversar com Deus, com nosso coração. Depois procurar um amigo de fé e descarregar, abrir o coração. Lembre-se de que dois pensam melhor do que um. Dividir nossos problemas é bom para a alma. Feliz daquele que tem pelo ao menos um amigo de fé. Quando sentimos que a nossa vida, as coisas não vão bem, quando sentimos num beco sem saída, que tudo parece andar para trás, neste momento precisamos provar a nós mesmos a força que temos. Como? Confiando , procurando a fé noas agarrando a ela na certeza que nos levará ao sucesso por caminhos imagináveis. Se precisar gritar grite: mas sempre na convicção de que sua voz estará sendo ouvida e que a ajuda virá... s lamentações e a tristeza profunda não o levaram a lugar nenhum, pelo contrário, geram apenas um enfraquecimento sem limites, afundado-o mais e mais... Precisamos atentar para o destino. Afinal, se o desconhecemos, temos que estar preparados e fortalecidos para qualquer emergência. Para isso, devemos ser práticos e estar sempre alerta. Deus não é uma invenção. Sua força está sempre presente e o mais humilde dos homens é merecedor do seu perdão. Assim sendo, seja um ganhador , tempere a sua força no aço da sua coragem. Ruth para " Vidas e Sonhos".

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Diferença entre tratamento por tu e você.


Vocês sabem a diferença entre o tratamento por tu e por você? Vocês pensam que sabem, mas vejam abaixo. Um pequeno exemplo, que ilustra bem a diferença: O Diretor Geral de um Banco, estava preocupado com um jovem e brilhante diretor, que depois de ter trabalhado durante algum tempo com ele, sem parar nem para almoçar, começou a ausentar-se ao meio-dia. Então o Diretor Geral do Banco chamou um detective e disse-lhe: - Siga o Dr. Mendes durante uma semana, durante a hora do almoço. O detective, após cumprir o que lhe havia sido pedido, voltou e informou: - O Dr. Mendes sai normalmente ao meio-dia, pega no seu carro, vai a sua casa almoçar, faz amor com a sua mulher, fuma um dos seus excelentes cubanos e regressa ao trabalho. Responde o Diretor Geral: - Ah, bom, antes assim. Não há nada de mal nisso. O detective pergunta-lhe: - Desculpe. Posso tratá-lo por tu? - 'Sim, claro' respondeu o Diretor surpreendido! - Então vou repetir : o Dr. Mendes sai normalmente ao meio-dia, pega no teu carro, vai a tua casa almoçar, faz amor com a tua mulher, fuma um dos teus excelentes cubanos e regressa ao trabalho. A língua portuguesa é mesmo fascinante

terça-feira, 16 de outubro de 2012

Nas Mãos do Destino.


Um grande guerreiro japonês chamado Nobunaga decidiu atacar o inimigo embora tivesse apenas um décimo do número de homens que seu oponente. Ele sabia que poderia ganhar mesmo assim, mas seus soldados tinham dúvidas. No caminho para a batalha ele parou em um templo Shintó e disse aos seus homens: - Após visitar o relicário eu jogarei uma moeda. Se der Cara, iremos vencer; se der Coroa, iremos com certeza perder. O Destino nos tem em suas mãos. Nobunaga entrou no templo e ofereceu uma prece silenciosa. Então saiu e jogou a moeda. A Cara apareceu. Seus soldados ficaram tão entusiasmados a lutar que ganharam a batalha facilmente. Após a batalha, seu segundo em comando disse-lhe orgulhoso: - Ninguém pode mudar a mão do Destino! - Realmente não...- disse Nobunaga mostrando-lhe reservadamente sua moeda, que tinha sido duplicada, possuindo a Cara impressa nos dois lados.

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Talvez...


Há um conto Taoísta sobre um velho fazendeiro que trabalhou em seu campo por muitos anos. Um dia seu cavalo fugiu. Ao saber da notícia, seus vizinhos vieram visitá-lo. "Que má sorte!" eles disseram solidariamente. "Talvez," o fazendeiro calmamente replicou. Na manhã seguinte o cavalo retornou, trazendo com ele três outros cavalos selvagens. "Que maravilhoso!" os vizinhos exclamaram. "Talvez," replicou o velho homem. No dia seguinte, seu filho tentou domar um dos cavalos, foi derrubado e quebrou a perna. Os vizinhos novamente vieram para oferecer sua simpatia pela má fortuna. "Que pena," disseram. "Talvez," respondeu o fazendeiro. No próximo dia, oficiais militares vieram à vila para convocar todos os jovens ao serviço obrigatório no exército, que iria entrar em guerra. Vendo que o filho do velho homem estava com a perna quebrada, eles o dispensaram. Os vizinhos congratularam o fazendeiro pela forma com que as coisas tinham se virado a seu favor. O velho olhou-os, e com um leve sorriso disse suavemente: "Talvez."

domingo, 14 de outubro de 2012

Como Peregrinos.


Cada um que passa em nossa vida passa sozinho, porque cada pessoa é única para nós e nenhuma substitui a outra. Cada um que passa em nossa vida passa sozinho, mas não vai sozinho, nem nos deixa só, leva um pouco de nós mesmos e nos deixa um pouco de si mesmo. Há os que levam muito, mas há os que não levam nada. Há os que deixam muito, mas há os que não deixam nada. Esta é a mais bela responsabilidade de nossa vida, a prova tremenda de que cada um é importante e ninguém se aproxima do outro por acaso. Pelo muito que levo de você, MUITO OBRIGADA... Ruth para "Vidas e Sonhos".

sábado, 13 de outubro de 2012

Construindo Pontes


Dois irmãos que moravam em fazendas vizinhas, separadas apenas por um riacho, entraram em conflito. Foi a primeira grande desavença em toda uma vida de trabalho lado a lado. Mas agora tudo havia mudado. O que começou com um pequeno mal entendido, finalmente explodiu numa troca de palavras ríspidas, seguidas por semanas de total silêncio. Numa manhã, o irmão mais velho ouviu baterem na sua porta. Ao abri-la, notou um homem com uma caixa de ferramenta de carpinteiro na mão. - Estou procurando trabalho, disse ele. Talvez você tenha algum serviço para mim. - Sim, disse o fazendeiro. Claro! Vê aquela fazenda ali, além do riacho? É do meu vizinho. Na realidade do meu irmão mais novo. Nós brigamos e não posso mais suportá-lo. Vê aquela pilha de madeira ali no celeiro? Pois use para construir uma cerca bem alta. -Acho que entendo a situação, disse o carpinteiro. Mostre-me onde estão a pá e os pregos. O irmão mais velho entregou o material e foi para a cidade. O homem ficou ali cortando, medindo, trabalhando o dia inteiro. Quando o fazendeiro chegou, não acreditou no que viu: em vez de cerca, uma ponte foi construída ali, ligando as duas margens do riacho. Era um belo trabalho, mas o fazendeiro ficou enfurecido e falou: - Você foi atrevido construindo essa ponte depois de tudo que lhe contei. Mas as surpresas não pararam aí. Ao olhar novamente para a ponte viu o seu irmão se aproximando de braços abertos. Por um instante permaneceu imóvel do seu lado do rio. O irmão mais novo então falou: - Você realmente foi muito amigo construindo esta ponte mesmo depois do que eu lhe disse. De repente, num só impulso, o irmão mais velho correu na direção do outro e abraçaram-se, chorando no meio da ponte. O carpinteiro que fez o trabalho partiu com sua caixa de ferramentas. -Espere, fique conosco! Tenho outros trabalhos para você. E o carpinteiro respondeu: - Eu adoraria, mas tenho outras pontes a construir... Já pensou como as coisas seriam mais fáceis se parássemos de construir cercas e muros e passássemos a construir pontes com nossos familiares, amigos e companheiros do trabalho. O que você está esperando? Comece agora! Não espere pela iniciativa dos outros!!

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

COMO CRIAR UM DELINQÜENTE...


1- Comece na infância a dar ao seu filho tudo o que ele quiser, assim quando ele crescer ele acreditará que o mundo tem obrigação de lhe dar tudo o que deseja. 2- Quando ele disser nomes feios, ache graça, isso o fará considerar-se importante e desconsiderar aos demais desde pequeno. 3- Nunca lhe dê orientação religiosa, espere até que tenha 21 anos e decida por si mesmo, a sociedade há de auxiliá-lo, mesmo que ele se torne um fanático e seja explorado financeiramente. 4- Apanhe tudo o que ele deixar jogado (roupas, livros, comida), faça tudo para que ele aprenda a jogar a responsabilidade dele sobre os outros. 5- Discuta com freqüência na frente dele, principalmente nos 7 primeiros anos, assim ele não ficará chocado quando o lar dele se desfizer mais tarde. 6- De-lhe todo o dinheiro que ele quiser, nunca o deixe ganhar seu próprio dinheiro, assim você o poupa de passar pelas mesmas dificuldades que você passou, mesmo quando ele acabar com todo o patrimônio dele. 7- Satisfaça todos os seus desejos de comida, bebida, conforto, afinal isto poderia acarretar frustrações prejudiciais, mesmo que ele fique obeso, com problemas na coluna, visuais, tendências homossexuais por hormônios na alimentação. 8- Tome o partido dele contra os vizinhos, professores, policiais, afinal ninguém tem o direito de educar seu filho, só a TV e a empregada. 9- Não o oriente quanto as amizades, mesmo que os parentes lhe avisem que parecem traficantes, e quando ele se meter em encrenca séria, dê a desculpa que nuca conseguiu dominá-lo. 10- Quando estiver em profundo desgosto com a vida, console-se, diga que é o seu destino e o dele, que Deus quis assim...

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

CORAÇÕES DISTANTES.


Um dia, um pensador indiano fez a seguinte pergunta a seus discípulos: "-Por que as pessoas gritam quando estão aborrecidas?" "-Gritamos porque perdemos a calma" - disse um deles. "-Mas, por que gritar quando a outra pessoa está ao seu lado?" - questionou novamente o pensador. "-Bem, gritamos porque desejamos que a outra pessoa nos ouça", retrucou outro discípulo. E o mestre volta a perguntar: "-Então não é possível falar-lhe em voz baixa?" Várias outras respostas surgiram, mas nenhuma convenceu o pensador. Então ele esclareceu: "Vocês sabem porque se grita com uma pessoa quando se está aborrecido? O fato é que, quando duas pessoas estão aborrecidas, seus corações se afastam muito. Para cobrir esta distância precisam gritar para poderem escutar-se mutuamente. Quanto mais aborrecidas estiverem, mais forte terão que gritar para ouvir um ao outro, através da grande distância. Por outro lado, o que sucede quando duas pessoas estão enamoradas? Elas não gritam. Falam suavemente. E por quê? Porque seus corações estão muito perto. A distância entre elas é pequena. Às vezes estão tão próximos seus corações, que nem falam, somente sussurram. E quando o amor é mais intenso, não necessitam sequer sussurrar, apenas se olham, e basta. Seus corações se entendem. É isso que acontece quando duas pessoas que se amam estão próximas." Por fim, o pensador conclui, dizendo: "Quando vocês discutirem, não deixem que seus corações se afastem, não digam palavras que os distanciem mais, pois chegará um dia em que a distância será tanta que não mais encontrarão o caminho de volta". Quando você for discutir com alguém, lembre-se que o coração não deve tomar parte nisso. Se a pessoa com quem discutimos não concorda com nossas idéias, não é motivo para gostar menos dela ou nos distanciar, ainda que por instantes. Quando pretendemos encontrar soluções para as desavenças, falemos num tom de voz que nos permita uma aproximação cada vez maior, como a dizer para a outra pessoa: "Eu não concordo com suas idéias ou opiniões, mas isso não me faz gostar menos de voce!" Reflita sobre isso...

terça-feira, 9 de outubro de 2012

LUZ MISTERIOSA NA SERRA DOS MARINS


"Existem inúmeros relatos de luzes misteriosas que perseguem veículos em estradas desertas, desaparecendo inexplicavelmente, da mesma forma como surgiram. O que seriam essas misteriosas luzes? De onde viriam e qual seriam seus objetivos?" O relato a seguir mostra um desses assustadores acontecimentos! ================================================================================= O fato que vou relatar, aconteceu com meu irmão e amigos na região da Serra dos Marins, no município de Piquete (SP).Viajei uns 100 km para passar o feriado com minha família, e por pura preguiça acabei de perder um grande evento sugestivamente de cunho sobrenatural! Bem, vamos lá, meu irmão juntamente com alguns amigos resolveram subir a Serra da Mantiqueira em direção ao município de Piquete [Coordenadas GPS: Latitude / Longitude: 22°36'50.99"S, 45°10'41.09"W], e aproveitar o tempo quente passeando naquele belo local, o qual possúi alguns lagos e cachoeiras, mas também já foi palco de vários acontecimentos misteriosos e sem explicação. Aí o motivo da minha raiva: eles me convidaram e até insistiram para eu ir com eles, mas como eu não estava a fim de passear espremida numa caminhonete velha, acabei por não ir. Eles foram ao início da tarde pros lados do Pico dos Marins para dar uns mergulhos nas águas geladas que descem da montanha. Ficaram por lá até que começasse a escurecer e esfriar. Então começaram a juntar as coisas e colocar na Saveiro cabine dupla para irem embora, quando viram que algum suposto engraçadinho acendeu um canhão de luz forte bem na cara deles. É lógico que de início levaram um susto, mas acharam que deveria ser brincadeira de algum conhecido deles zoando, pois as cidades da região são pequenas e “todo mundo conhece todo mundo”. O problema é que eles se esquivaram do foco em vão e não conseguiram descobrir de onde vinha a misteriosa luz, pelo contrário, a luz parecia que seguia cada um deles sempre com força e não dava para enxergar nada. Eles xingaram os "supostos" caras qeu teoricamente estavam tirando onda com eles, mas acabaram ficando amedrontados, porque sem querer perceberam que eram os últimos a sair de lá, e as outras pessoas que estavam no local também já tinham partido, e o lugar, antes lotado de gente, estava vazio. Só eles estavam “moscando” por lá, no meio do mato, em uma região considerada assombrada e cheia de histórias bizarras de mortes, desaparecimentos e afins. Depois que se tocaram, juntaram as coisas depressa, e um dos rapazes do grupo, chamado Thiago já estava em pânico, quase chorando de tanto medo. Acabaram de colocar as coisas na Saveiro e saíram rapidamente do lugar. Só que aí a situação que já estava ruim, foi ficando cada vez pior, pois a tal da luz começou a seguir a Saveiro descendo a serra junto com eles. Eles aceleravam quando a estrada deixava e a luz acelerava junto, dobravam as curvas e desaceleram quando eram obrigados e a luz parece que continuava no mesmo ritmo que mantinham. Eu já conheço relatos de luzes misteriosas nas estradas, mas foi a primeira vez que ouço a história de uma testemunha ocular, portanto nada há de original neste fato, disto eu reconheço, mas no quesito Serra da Mantiqueira, mais precisamente no Pico dos Marins, tudo ganha ares assustadores. A tal luz seguir o carro até que desceram toda a serra e alcançaram a BR 459, pois até nos atalhos de planície, a luz continuou perseguindo o carro por algum tempo, desaparecendo de repente, tão estranhamente como apareceu. Aí ao chegar, eles queriam me matar, pois falou que eu deveria ter visto também. E é claro que eu daria tudo para presenciar este evento, até porque além de não temer (pelo menos eu penso que não, mas como eu fico com o pé atrás, isto eu fico sim, afinal é o tal Pico dos Marins), a famosa região ficou nacionalmente famosa na década de oitenta com O Misterioso Desaparecimento do Escoteiro Marco Aurélio Simon. www.alemdaimaginacao.com Jaqueline Cristina São José dos Campos - SP - Brasil

domingo, 7 de outubro de 2012

SIMPATIA PARA NÃO FALTAR DINHEIRO.


Para ter sempre dinheiro no bolso, toda vez que receber seu salário, pegue umas moedas e jogue numa encruzilhada, a qualquer hora do dia ou da noite, ofereça as almas dos poderosos que já se foram. Assim as almas nunca lhe deixarão faltar dinheiro. Sempre terá de qualquer parte que menos se espera.

sábado, 6 de outubro de 2012

Três árvores sonhadoras.


No alto de uma montanha, havia três árvores que sonhavam o que seria depois de grandes. A primeira, olhando as estrêlas disse: - Quero ser o baú mais precioso do mundo, cheio de tesouros. A segunda, contemplando o riacho, suspirou: - Quero ser um navio bem grande para transportar reis e rainhas. - A terceira olhou o vale e manisfestou seu desejo: - Quero ficar aqui no alto da montanha e crescer tanto, que as pessoas ao olharem para mim levantarem os olhos e pensem em Deus. Muitos anos se passaram e certo dia, três lenhadores cortaram as árvores que estavam anciosas em ser transformadas naquilo que sonhavam. Mas os lenhadorres não tinham o hábito de ouvir e entender de sonhos... Que pena... A primeira árvore acabopu sendo sendo transformada em um cocho de animais, coberto de feno. A segunda, foi transformada em um simples barco de pesca, carregando pessoas e peixes todos os dias. A terceira foi cortada em grossas vigas e colocada de lado num depósito. Então, desiludidas e triste, as três perguntaram: - Por que isso? Entretanto, numa bela noite, cheia de luz e estrelas, uma jovem mulher colocou seu bebê recém-nascido naquele cocho de animais, e repentinamente, a primeira árvore notou que continha o maior tesouro do mundo. A segunda, estava transportandoum homem que acabou por dormir no barco em que foi transformada. E quando a tesmpestade quase afundou o barco, o homem levantou-se e disse: -PAZ! E de repente, a segunda árvore entendeu que estava transportando o rei do Céu e da Terra. Tempos mais tarde , numa sexta-feira , a terceira árvore espantou -se quando suas vigas fora, em forma de cruz e nela um homem foi pregado. Logo sentiu-se horrivél e cruel. No domingo seguinte, porém, o mundo vibrou de alegria . E a terceira árvore percebeu que nela as pessoas sempre se lembrariam de Deus e seu filho ao olharem para ela. As árvores haviam tido sonhos e desejos, mas sem sua realização, foi mil vezes maior do que haviam imaginado. Portanto não se esqueça: " Não importa o tamanho do seu sonho. Acreditando nele, sua vida ficará mais bonita e muito melhor para ser vivida". -

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Os dois Cães. Esopo.


Um homem tinha dois cães. A um ensinou a caçar, e fez do outro um cão de guarda. E então quando o primeiro saia para caçar e conseguia capturar uma boa presa, parte que ele obtinha do dono dava também uma parte ao outro cão. Furioso, o cão de caça censurava o companheiro, pois ele se esfalfava caçando, enquanto o outro não fazia nada e engordava à sua custa. O cão de guarda respondeu-lhe então : "Ora, não é a mim que deves censurar, e sim ao nosso dono que me ensinou a viver no ócio, às custas do trabalho alheio". Moral da história: Assim também , as crianças preguiçosas, não devem ser censuradas se foram seus pais que lhe ensinaram a ser assim. Fábulas de Esopo.

COMO DESPERTAR NOSSOS PODERES.


A vida jamais se extingue;a vida é eterna. Desconhecemos apenas para onde nos levarão os nossos passos e cheios de temor. Ficamos inseguros. O sincronismo do universo nos leva à certeza de que não há erro no universo cósmico. Precisamos crer, ter fé inabalável na vida eterna, e não podemos sequer admitir que esta rápida passagem pela terra seja uma herança única. Nossa passagem por aqui é apenas um segmento para uma longa jornada...E por acreditar nisso que precisamos tomar conta de todos os nossos atos, sempre com a maior seriedade. Temos de pensar alto, desejar sempre o melhor,mas sem egoísmo. Vamos começar pelo sistema de condicionamento mental. Precisamos encontrar a receita certa para que possamos evoluir nosso lado espiritual, sem nos descuidarmos do lado material, sem o qual não poderemos ser felizes agora. Ou seja: precisamos descobrir o que se traduz em uma compensação para os nossos esforços. fazendo com que sejamos prósperos nas nossas profissões e negócios. Planejei ajudar as pessoas a sair das situações difíceis e espero poder fazê-lo. Assim deixo várias formas que poderão vir a ser úteis na solução de eventuais dificuldades. Sim, podemos fazer nossa vida mudar: sim, podemos fazer milagres. Devemos ter sempre uma atitude positiva.É só uma questão de treinamento diário até que uma grande força se instale dentro de nós, quando então sem sombra de dúvidas seremos vencedores. Mesmo quando tudo parecer dar errado, mantenha a cabeça fria. Mas lembre-se: " Tudo que nos chega, seja bom ou ruim, tem passagem transitória. Ruth para " Vidas e Sonhos"

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

CORAÇÕES DISTANTES.


Um dia, um pensador indiano fez a seguinte pergunta a seus discípulos: "-Por que as pessoas gritam quando estão aborrecidas?" "-Gritamos porque perdemos a calma" - disse um deles. "-Mas, por que gritar quando a outra pessoa está ao seu lado?" - questionou novamente o pensador. "-Bem, gritamos porque desejamos que a outra pessoa nos ouça", retrucou outro discípulo. E o mestre volta a perguntar: "-Então não é possível falar-lhe em voz baixa?" Várias outras respostas surgiram, mas nenhuma convenceu o pensador. Então ele esclareceu: "Vocês sabem porque se grita com uma pessoa quando se está aborrecido? O fato é que, quando duas pessoas estão aborrecidas, seus corações se afastam muito. Para cobrir esta distância precisam gritar para poderem escutar-se mutuamente. Quanto mais aborrecidas estiverem, mais forte terão que gritar para ouvir um ao outro, através da grande distância. Por outro lado, o que sucede quando duas pessoas estão enamoradas? Elas não gritam. Falam suavemente. E por quê? Porque seus corações estão muito perto. A distância entre elas é pequena. Às vezes estão tão próximos seus corações, que nem falam, somente sussurram. E quando o amor é mais intenso, não necessitam sequer sussurrar, apenas se olham, e basta. Seus corações se entendem. É isso que acontece quando duas pessoas que se amam estão próximas." Por fim, o pensador conclui, dizendo: "Quando vocês discutirem, não deixem que seus corações se afastem, não digam palavras que os distanciem mais, pois chegará um dia em que a distância será tanta que não mais encontrarão o caminho de volta". Quando você for discutir com alguém, lembre-se que o coração não deve tomar parte nisso. Se a pessoa com quem discutimos não concorda com nossas idéias, não é motivo para gostar menos dela ou nos distanciar, ainda que por instantes. Quando pretendemos encontrar soluções para as desavenças, falemos num tom de voz que nos permita uma aproximação cada vez maior, como a dizer para a outra pessoa: "Eu não concordo com suas idéias ou opiniões, mas isso não me faz gostar menos de voce!" Reflita sobre isso...

terça-feira, 2 de outubro de 2012

É DANDO QUE SE RECEBE


O nome dele era Fleming e era um pobre fazendeiro escocês. Um dia,enquanto trabalhava para ganhar a vida e o sustento para sua família, ele ouviu um pedido desesperado de socorro vindo de um pântano nas proximidades. Largou suas ferramentas e correu para lá. Lá chegando, enlameado até a cintura de uma lama negra, encontrou um menino gritando e tentando se safar da morte. O fazendeiro Fleming salvou o rapaz de uma morte lenta e terrível. No dia seguinte, uma carruagem riquíssima chega à humilde casa do escocês. Um nobre elegantemente vestido sai e se apresenta como o pai do menino que o fazendeiro Fleming tinha salvado. " Eu quero recompensá-lo", disse o nobre. " Você salvou a vida do meu filho". " Não, eu não posso aceitar pagamento para o que eu fiz", responde o fazendeiro escocês, recusando a oferta. Naquele momento, o filho do fazendeiro veio à porta do casebre. " É seu filho? " perguntou o nobre. " Sim" o fazendeiro respondeu orgulhosamente. " Eu lhe farei uma proposta. Deixe-me levá-lo e dar-lhe uma boa educação. Se o rapaz for como seu pai, ele crescerá e será um homem do qual você terá muito orgulho". E foi o que ele fez. Tempos depois, o filho do fazendeiro Fleming se formou no St.Mary's Hospital Medical School de Londres, ficou conhecido no mundo como o notável Senhor Alexander Fleming, o descobridor de Penicilina. Anos depois, o filho do nobre estava doente com pneumonia. O que o salvou? Penicilina. O nome do nobre? Senhor Randolph Churchill. O nome do filho dele? Senhor Winston Churchill. Alguém disse uma vez que a gente colhe o que a gente planta.

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

DEUS NUNCA ERRA...


Há muito tempo, num Reino distante, havia um Rei que não acreditava na bondade de Deus. Tinha, porém, um súdito que sempre lhe lembrava dessa verdade. Em todas situações dizia: - Meu Rei, não desanime, porque Tudo que Deus faz é Perfeito. Ele nunca erra ! Um dia, o Rei saiu para caçar juntamente com seu súdito, e uma fera da floresta atacou o Rei. O súdito conseguiu matar o animal, porém não evitou que sua Majestade perdesse o dedo mínimo da mão direita. O Rei, furioso pelo que havia acontecido, e sem mostrar agradecimento por ter sua vida salva pelos esforços de seu servo, perguntou a este: - E agora, o que você me diz? Deus é bom? Se Deus fosse bom eu não teria sido atacado, e não teria perdido o meu dedo. O servo respondeu: - Meu Rei, apesar de todas essas coisas, somente posso dizer-lhe que Deus é bom, e que mesmo isso, perder um dedo, é para seu bem ! Tudo que Deus faz é Perfeito. Ele Nunca erra !!! O Rei, indignado com a resposta do súdito, mandou que fosse preso na cela mais escura e mais fétida do calabouço. Após algum tempo, o Rei saiu novamente para caçar e aconteceu dele ser atacado, desta vez por uma tribo de índios que vivia na selva. Estes índios eram temidos por todos, pois sabia-se que faziam sacrifícios humanos para seus deuses. Mal prenderam o Rei, passaram a preparar, cheios de júbilo, o ritual do sacrifício. Quando já estava tudo pronto, e o Rei já estava diante do altar, o sacerdote indígena, ao examinar a vitima, observou furioso: - Este homem não pode ser sacrificado, pois é defeituoso! Falta-lhe um dedo.E o Rei foi libertado. Ao voltar para o palácio, muito alegre e aliviado, libertou seu súdito e pediu que viesse em sua presença. Ao ver o servo, abraçou-o afetuosamente dizendo-lhe: - Meu Caro, Deus foi realmente bom comigo! Você já deve estar sabendo que escapei da morte justamente porque não tinha um dos dedos. Mas ainda tenho em meu coração uma grande dúvida: Se Deus é tão bom, por que permitiu que você fosse preso da maneira como foi? Logo você, que tanto o defendeu? O servo sorriu e disse: - Meu Rei, se eu estivesse junto contigo nessa caçada, certamente seria sacrificado em teu lugar, pois não me falta dedo algum. Portanto, lembre-se sempre: TUDO O QUE DEUS FAZ É PERFEITO. ELE NUNCA ERRA!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...